quarta-feira, 22 de maio de 2013

Kaltostat (alginato de potássio e cálcio) medicamento industrializado para curativos de alta complexidade.



"Kaltostat®
em placa ou fita. Composto de fibras de alginato de cálcio e sódio que absorvem o exsudato da ferida ou solução salina transformando-se em uma camada firme de gel. Este gel forma um ambiente úmido e aquecido entre a ferida e o curativo e permite a remoção sem trauma, com pequeno ou sem nenhum dano para o tecido recém-formado.
Em contato com sangue, as fibras de alginato de cálcio e sódio promovem hemostasia.


É indicado
Pequenas abrasões, pequenas lacerações e queimaduras superficiais
 Úlceras de perna, úlceras diabéticas e úlceras por pressão
Áreas doadoras, incisões pós-cirúrgicas deixadas para cicatrização por segunda intenção e feridas externas causadas por traumas
Manejo local de feridas hemorrágicas: lacerações, abrasões, sangramento de nariz, extração de dentes e após desbrida mento cirúrgico
Absorção de exsudato em feridas oncológicas.
Contra indicações
Pacientes com conhecida sensibilidade ao curativo ou a seus componentes
Não é indicado como esponja cirúrgica e em feridas com hemorragia intensa. Medidas alternativas deverão ser consideradas nestas situações de emergência na qual grandes quantidades de sangue são perdidas.
Como utilizar Kaltostat® 

Limpeza da Ferida
  • Limpe a ferida com solução fisiológica.
  • Sob a supervisão de profissional de saúde, se necessário, antes de aplicar o curativo, a ferida deve ser desbridada de excesso de tecido necrótico e crosta, e irrigada com solução de limpeza apropriada e não tóxica.
Preparação do Curativo e Aplicação
  1. O curativo Kaltostat® deve ser ajustado ao tamanho exato da ferida.
  2. Para feridas altamente exsudativas, Kaltostat® deve ser aplicado seco sobre a ferida e em feridas levemente exsudativas, poderá ser colocado sobre a ferida e umedecido com soro fisiológico. Se o gel ressecar, sature-o com soro fisiológico para reidratá-lo; este processo pode levar várias horas para amolecer o gel ressecado.
  3. Um curativo secundário apropriado deverá ser usado para manter o curativo Kaltostat® no lugar. Para feridas oncológicas é recomendável o uso de um curativo secundário de alta absorção.
  4. Ao usar Kaltostat® Fita em feridas com cavidade profunda, deixar 2,5 cm do curativo para fora da ferida para facilitar a remoção.

Troca do Curativo e Remoção
  1. Em feridas altamente exsudativas, troque o curativo Kaltostat® quando o exsudato vazar através do curativo secundário ou de acordo com os procedimentos de enfermagem.
  2. A remoção do curativo deverá ser fácil, pois Kaltostat® formará um gel na interface entre a ferida e o curativo, o que facilitará a sua retirada.
  3. A remoção em feridas levemente exsudativas deverá ser auxiliada saturando-se o curativo com soro fisiológico.
  4. Limpar a ferida antes da aplicação de um novo curativo.

O curativo não deve ser deixado no leito da ferida por um período superior a 7 dias. 

Feridas Hemorrágicas
Aplicar o curativo Kaltostat® em áreas hemorrágicas para promover hemostasia e removê-lo quando a hemorragia parar." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário